Destrepe

Naquele dia o Conhecido Educador chegou em casa cansado de tanto aconselhar as mãezinhas Globais e suspirou aliviado ao ver a esposa. Deu um selinho rápido e disparou:
– Cadê Juninho? Dormindo?
– Graças a Deus!
– Conta. Como foi?
– Foi tenso. Me bateu, chutou, tentou rasgar a minha blusa, chorou, se jogou no chão…
– E vc?
– Eu? Fui guerreira. Desci na altura dele e tentei fazer com q ele fosse coerente. Expliquei q com 1 ano e 20 dias, andando como ele anda, não fazia mais nenhum sentido aquela mamação sem fim.
– Falou sobre os outros alimentos?
– Falei… tentei lembrá-lo do quanto ele gosta de consumir os produtos Nestlé: leites, papinhas, farinhas… Expliquei várias vezes pra ele que o peito não era mais alimento pra ele, q ele já podia comer de tudo.
– E ele?
– Nem me escutava…
– Vc ofereceu de contar uma história?
– Tentei abraçá-lo e disse q eu podia contar uma historinha ou desenhar com ele. (Suspiro) Nada adiantou, não parava de gritar “mamáááááá!!!”. Por fim coloquei ele no berço. Ele chorou. Fiquei lá dando tapinhas consoladores nas costinhas dele até q depois de uns 40 minutos de choro ele acabou dormindo.
– Parabéns, querida!

Ela deu um meio sorriso, ele veio se aninhar. De repente lembrou:
– E Pedrinho?
– Dormiu na sua mãe.
– Oba!!!
– Acho q a gente tem q conversar…
– Não dá pra conversar amanhã? A gente agora podia aproveitar…
– Querido… hj eu e Juninho demos um passo importante. Acho q vc tb devia encarar o momento de dar o seu passo para a maturidade.
– Vc não vai vir de novo com aquele assunto de destrepe?!?
– E pq não? Hj mesmo eu tava assistindo a Namaria e tinha lá um GO muito respeitado aconselhando as mulheres acerca do destrepe.
– Lá vem vc… Vc acredita em tudo q passa na TV? Ele deve ter sido pago pra falar uma coisa dessas…
– Mas querido, se nós não queremos mais filhos, por que motivos deveríamos seguir mantendo relações sexuais?? Não faz nenhum sentido… Vc deveria encarar esse passo com maturidade. Acho q hj devia ser um marco na vida dessa família. Desmame e destrepe, todo mundo amadurecendo.
– Vc só pode estar tirando sarro da minha cara… Tem cabimento um troço desses?
– Meu amor, seja razoável, a gente pode dormir abraçadinho! Vc não gosta de dormir abraçadinho?

O Conhecido Educador dava sinais visíveis de estar bastante transtornado, mas a esposa seguia com voz amorosa e calma:
– Essa coisa de sexo sem objetivo, meu amor, é coisa de país subdesenvolvido, de gente q não tem o q fazer…
E mudando de tom, para animá-lo, ela continuou:
– Nem te contei: eu inseri um montão de canais de esportes na nossa TV a cabo! O q vc acha? Quer q eu assista um jogo com vc? Hj não é quarta? Quem joga hj, me diz?

Perplexo diante da naturalidade com q a esposa expunha o plano de suprimir a atividade sexual do casal, o Educador balbuciou…
– Vc não me ama mais?
Ela riu e emendou:
– Seu tolo… É claro q eu te amo! E posso expressar meu amor de muitas formas, não só por meio de sexo inútil. Vc não quer q eu te conte uma história? Q tal aquela do moço bobo na TV?

Anúncios

14 opiniões sobre “Destrepe

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s