Tomate Pelati

Era um domingo de sol. Logo após o almoço tomamos um sorvete e, já q estávamos perto do mercado, resolvemos aproveitar pra comprar umas coisinhas. Ela estava no carrinho de compras, eu reparei que o tomate pelati estava na promoção. A gente até costuma fazer o molho de tomate caseiro, mas tb tenho sempre umas 2 latas de tomate pelati em casa pela praticidade nos momentos emergenciais em que só um macarrão salva. Fui pegando as latas e dando pra ela colocar no carrinho.
– Que(r)o comer isso, mamãe.
– Maria, isso é tomate de fazer comida. Em casa mamãe vai botar na sua comida.
Ela agarrou a lata, virou os olhinhos bem coquete, suspirou e exclamou:
– EU ADO(R)O COMIDA, mamãe!
😀
Uma aquariana com estômago em Touro.
😉

Maria Flor em Fevereiro de 2016 – 2 anos

Anúncios

Di-i-ga!

A gente vai sempre ao parquinho da quadra. Brasília tem essa vantagem, os prédios não tem nada, só elevador e garagem, mas as quadras têm parquinho!
O brinquedo preferido da Maria Flor, até recentemente, era o balanço. Ela poderia passar nele uma hora seguida na terapia de ver o céu, ver o chão, ver o céu, ver o chão, ver o céu… Vento no rosto, a certeza da mãe q logo atrás a impulsiona e todas as cantigas infantis de ontem e de hoje como trilha sonora.
Ela tava com 1 ano e 8 meses de vida e uns 50 minutos consecutivos de balanço quando eu resolvi verificar via Whatsapp se o pai estava chegando. Enquanto a empurrava com uma mão, saquei o celular com a outra e comecei a digitar a msg pro Daniel Luz. Parei de cantar, é claro, mas ainda fazia 2 coisas ao mesmo tempo, como toda mãe sabe fazer.
Ela não aprovou:
— Di—i—ga!
Olhos no celular:
— Q filha?
— Di—i—ga!
— Desligar? Desligar o q, Maria?
Impaciente ela esbravejou:
—Di—i—ga esse ce—u—ar*!!!!

1 ano e 8 meses!
Posso com isso?

*CELULAR

Proibido para Mamães

"Ele trazia um desenho nas mãos:
— Mamãe, é vc.
Eu, enternecida, agradeci com elogios e beijinhos:
— Q lindo, filho! Adorei!
— Mãe, vc pode colar na porta do meu quarto?
— Na porta do seu quarto?!?  — perguntei desconfiada.
— É... mas peraí q tá faltando eu fazer o X.
— Pra q um X, João Miguel?
— É q é pra vc não entrar!!!
rsrsrs

Imagina na adolescência???
(João Miguel — 4 anos e 7 meses)"
Ele trazia um desenho nas mãos:
— Mamãe, é vc.
Eu, enternecida, agradeci com elogios e beijinhos:
— Q lindo, filho! Adorei!
— Mãe, vc pode colar na porta do meu quarto?
— Na porta do seu quarto?!? — perguntei desconfiada.
— É… mas peraí q tá faltando eu fazer o X.
— Pra q um X, João Miguel?
— É q é pra vc não entrar!!!
rsrsrs

Imagina na adolescência???
(João Miguel — 4 anos e 7 meses)

Teologia para Principiantes

8 de setembro de 2015

– Mamãe, quem fez o mundo inteiro?
– Foi Deus, João.
– Todo o universo?
– Todo o universo.
– Por que a gente não pode falar com Deus?
– A gente pode! Quando a gente reza a gente fala com Ele: “Papai do Céu…”
– Quando a gente morrer vai ver Ele, né? Eu acho q Ele é cheio de corações!
Curiosa indaguei:
– Por que, João?!?
– Porque Ele é feito de AMOR!!!
😀

Santa Maria

5 de setembro de 2015

– Mamãe, onde está o papai?
– O papai está em Santa Maria.
– Santa Maria é Deus, mamãe???
– Não, filho, Santa Maria é a moça q Papai do Céu escolheu para ser a mamãe do Seu Filho Jesus.
– Por que Ele escolheu ela?
– Ah, João! Ele procurou uma moça MUITO boazinha, que com certeza seria uma boa mãe pro Filho Dele. Aí Ele escolheu a mais boazinha de todas, a MELHOR!
– Mas, mamãe, por que Ele não escolheu você???
– !!!
❤ ❤ ❤
João Miguel – 4 anos 5 meses

João Miguel, meu filho, já mandei vc parar de crescer!

João Miguel, meu filho, já mandei vc parar de crescer!
Quando o seu pai chegar eu vou contar pra ele q vc já não cabe mais naquele casaco q a gente nem acabou de pagar! Vc vai ver só… Onde já se viu? Não cabe mais no macacão de pezinho, no bb conforto, no berço, no carrinho de bb, no colo, no… Q mania de grandeza, menino! Onde é q isso vai parar?

João Miguel, meu filho, eu já mandei vc parar de crescer!
As crianças de hj em dia não respeitam mais os pais… Ai de mim, se na minha época eu desobedecesse a sua vó! Ai de mim! Quer mexer no celular, usar o computador… Eu na sua idade usava os dedos pra fazer cosquinha. Ou tirar meleca!

João Miguel, meu filho…
(Vê se pode? O menino inventou de crescer!)
O q é q vc quer da vida? Morar sozinho? Estudar no exterior?
Vai, vai lá, cresce mesmo! Mas ó, depois não chora quando eu der os seus brinquedos pras crianças do orfanato. Não vou guardar nem unzinho. Nenhum!
Tá.
Vou guardar uns poucos. Só pra vc rir de mim quando vier me visitar. Vão ficar na prateleira, perto daquele armário q eu guardo a sua saída da maternidade, a roupa do batizado e teu dentinho.
.
.
.
.
.
.

João Miguel, meu filho, fiz o bolo q vc gosta, dirige com cuidado, liga quando chegar em casa… Vc devia ter me ouvido!